Modern technology gives us many things.

Epic Games está apoiando causa que ameaça a Apple

0

A Empresa estaria a favor de um projeto de lei contra a Apple e o Google, segundo o New York Times.

Video paródia feito pela Epic Games para alfinetar a Apple
print do video paródia feita pela epic games / fonte: Youtube

A novela sobre a retaliação da Epic Games não terminou e parece que ainda tem muito chão pela frente. Segundo o jornal americano, The New York Times, a empresa estaria apoiando um projeto de lei contra a Apple e o Google.

Na semana passada, um projeto de lei contra a App Store e Play Store entrou em pauta no Senado do estado da Dakota do Norte. O polêmico projeto visa limitar as exclusividades impostas pelas tais lojas digitais a fim de impedir que as empresas exijam que apenas suas plataformas e métodos de pagamentos próprios sejam utilizados por desenvolvedores. A Apple chegou a declarar que a iniciativa “ameaça destruir o iPhone”.

promovida por influenciadores da Epic Games com o apoio da Coalition for App Fairness (grupo formado para questionar os termos da App Store), o processo pode custar bilhões de dólares para a Apple e o Google. O jornal também afirma que Lacee Bjork Anderson seria uma das influenciadoras envolvidas, que alega estar sendo paga pelas tais empresas, mas que ainda faltam votos para o avanço do projeto.

E se o projeto avançar?

Epic Games e Fortnite versus Apple e Google
imagem ilustrativa / fonte desconhecida

Se aprovado, a lei impedirá que lojas de aplicativos privem o uso de transações feitas a partir do próprio desenvolvedor. 

A Apple alega que a iniciativa “ameaça destruir o iPhone” e trazer diversos empecilhos quanto à segurança e privacidade de dados pessoais e questões relacionadas ao desempenho do Smartphone. 

Isso seguido de uma sequência de outros processos envolvendo a Epic e Apple pelo mesmo motivo, não deixando a estranhar o envolvimento da empresa. Mas também há outros interessados no andamento dessa pauta, como autoridades do estado, já que isso poderia facilitar quanto às normas que regulam a conduta e organização de empresas corporativas. 

Mesmo com somente a Dakota do Norte como palco dessas atividades, o empresário dinamarquês Heinemeier Hansson, afirma que além de representar um golpe significativo contra as políticas da Apple, há a possibilidade do feito encorajar outras empresas a contestarem a gigante da tecnologia.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

This website uses cookies to improve your experience. We'll assume you're ok with this, but you can opt-out if you wish. Accept Read More